12ª Feira Social de Castelo de Paiva

A instabilidade climatérica que se fez sentir no fim de semana não tirou brilho ao evento, voltando a ser um sucesso esta realização da XII Feira Social, uma iniciativa que, no âmbito do trabalho desenvolvido pela Rede Social, é promovida pela Câmara Municipal, com a colaboração das IPSS Locais – Instituições Particulares de Solidariedade Social e que teve como objectivo dar a conhecer o trabalho realizado pelas diversas entidades que, no território concelhio, trabalham na área social, assim como as dinâmicas de parceria que vão sendo criadas e fortalecidas.

 

ter 12 jun, Ação Social

Tratou-se de um importante encontro, que este ano teve algumas condicionantes face às condições climatéricas adversas, obviamente envolvendo todos os parceiros da Rede Social para a concretização de uma jornada social que, ao longo de dois dias, acabou por potenciar uma intervenção em diversas áreas de actividade, abrangendo crianças e jovens, seniores e cidadãos portadores de deficiência e outras parcerias, sempre com muita interacção e animação criativa.

José Manuel Carvalho disse na passada sexta feira, que o município de Castelo de Paiva é um caso exemplar em matéria de respostas sociais e no trabalho de parceria ao nível da Rede Social, potenciando um saudável ambiente de serviço e de apoio constante à comunidade, congratulando-se com o bom resultado que o município conseguiu, nos últimos anos, em matéria de politicas sociais orientadas para os mais desfavorecidos e necessitados.

O Vereador da Acção Local da autarquia paivense falava na Sessão Solene de Abertura, realizada nos Paços do Concelho da edilidade paivense, onde fez questão de evidenciar a sua satisfação de ver que o certame continua a congregar vontades, a mostrar o que de bom se faz neste domínio do apoio social e potenciar momentos de partilha, numa convivência saudável e feliz, manifestando a vontade da Câmara Municipal, como entidade parceira, continuar a trabalhar em conjugação de esforços e recursos, para colmatar dificuldades, para minimizar e combater eficazmente a pobreza e a exclusão social e, ir ao encontro das pessoas mais necessitadas, considerando que, entender a responsabilidade social e apostar na valorização da condição humana é um dever de todos, enquanto cidadãos.

Louvando o dinamismo de todas as entidades que, no território municipal, trabalham para dar uma excelente resposta social, José Manuel Carvalho evidenciou a importância da economia social e a criação de muitos postos de trabalho, e reforçou, na sua intervenção, que a causa social será sempre uma prioridade, não se cansando de elogiar a força e capacidade de todas as IPSS, evidenciando com redobrando orgulho pelo facto de, nesta área de intervenção junto da comunidade, o trabalho em rede que está a ser desenvolvido, continuar a ser bastante apreciado e reconhecido, fruto do empenhamento e da coesão de todas as entidades, evidenciando-se a entre ajuda e o sentido colectivo.

O responsável municipal considerou que esta Feira Social é um momento marcante para a actividade da Rede Social, permitindo fazer uma avaliação muito positiva do trabalho útil e de grande qualidade que está a ser desenvolvido em Castelo de Paiva, indo ao encontro das necessidades das famílias e dos mais desfavorecidos, evidenciando o trabalho e a vontade da Câmara Municipal para continuar a aumentar a eficácia das respostas sociais, tendo em conta que, na sua opinião, as autarquias continuam a ser o pilar no desenvolvimento da rede e no apoio às instituições, ajudando a incentivar a inclusão social e potenciando o emprego.

Fazendo um retrospectiva do muito que já foi feito, José Manuel Carvalho destacou que Castelo de Paiva está num excelente patamar a nível distrital e que, mesmo sendo uma terra com características rurais, consegue situar-se acima da média distrital, apresentando um trabalho bastante meritório e com uma boa rede de estruturas, com 13 IPSS sinalizadas, algumas a funcionar em pleno com todas as valências ao nível do apoio a idosos e à infância, com 31 respostas sociais e 53 parceiros activos, apesar de já contar com uma prestação de cuidados ao nível da deficiência, referiu que, “ não nos podemos dar por satisfeitos, e queremos que seja reforçado este segmento do apoio, bem como a outras valências em matérias de respostas sociais “, mantendo sempre grande empenhamento e dedicação, e orgulho também, no desejo de continuar esta “ caminhada positiva “ que se vai fazendo em Castelo de Paiva ao nível da acção social.

Depois da intervenção de boas vindas de Gouveia Coelho, presidente da Assembleia Municipal, que aproveitou para falar da importância da economia social, os milhares que envolve e os postos de trabalho que potencia, num trabalho digno e insubstituível para a terceira idade e infância, o representante da Segurança Social de Aveiro, Hélder Santos, mostrou-se satisfeito de ver instituições dinâmicas em Castelo de Paiva, enaltecendo de forma calorosa a iniciativa, orientada para dinâmica social que o concelho apresenta e para o trabalho empenhado das IPSS localizadas no município, com uma intervenção muito diversificada no âmbito do apoio e da solidariedade social, deixando também uma palavra de apreço para a Rede Social e seus parceiros, ao mesmo tempo que salientou que, o domínio da acção social é demasiado importante para as populações, deve ser constantemente trabalhado e valorizado junto da comunidade, acudindo às necessidades mais prementes e a quem mais precisa.

Para além do representante da Segurança Social de Aveiro, a Sessão de Abertura contou com a presença do presidente da Assembleia Municipal, Gouveia Coelho, do vereador da Acção Social, José Carvalho, do reverendo Padre Fernando Sérgio, bem como autarcas do concelho, dirigentes escolares, associativos, entidades civis, militares e religiosas, destacando-se a participação do grupo coral da Universidade Sénior de Castelo de Paiva, para além da presença do CLDS 3G Projecto Vida, como o programa “ Música que vinha da mina “, realizando-se depois, o habitual périplo pelos espaços das IPSS e instituições e entidades presentes neste certame social.

O programa da Feira Social contemplou, na tarde sexta feira, uma demonstração de meios dos Bombeiros Voluntários de Castelo de Paiva e de actividades com a GNR, e a actuações por parte das IPSS presentes, com particular destaque para um Atelier de Fotografia e um Concurso de Cultura Geral, sendo a noite preenchida com um espectáculo musical com a participação de Bruno Falcão e com a realização da primeira edição do Concurso “ Got Talent Castelo de Paiva “, cujo objectivo principal foi potenciar a descoberta de novos talentos nas mais diversas áreas artísticas, sendo que, ao organizar este concurso, a Rede Social de Castelo de Paiva procurou dar oportunidade a novos valores, gente que se possa distinguir nas mais diversas áreas artísticas e culturais, propondo-se também, dá-los a conhecer no concelho, através da organização de um espectáculo que acabou por ser prejudicado devido ao mau tempo.

O programa de sábado, iniciou-se com Jogos de Bóccia Sénior, e actividades desportivas com Jogos Tradicionais e uma aula de Zumba, sendo que, à hora de almoço, realizou-se mais uma edição do Festival das Sopas ( Arca do Sabor ) com a participação de 10 entidades, e durante a tarde, para além de rastreios, mural de pinturas e insufláveis, registaram-se diversas actividades de animação, lúdicas e recreativas, com a participação da Academia de Danças de Castelo de Paiva, Grupo de Cavaquinhos de Canelas e uma actividade conjunta entre as IPSS presentes, denominada “ IPSS em Movimento “, seguindo-se um lanche partilhado e uma largada de balões promovida pela CPCJ de Castelo de Paiva.

mais notícias
Contadores Inteligentes de EletricidadeGIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioPiscinaContactos
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados