Ministro Pedro Marques apresenta medidas

Perante a situação de catástrofe que se abateu sobre o município, em virtude dos fogos florestais que, nos dias 15 e 16 de Outubro, destruíram mais de 80% do território concelhio, o Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, volta amanhã a visitar Castelo de Paiva, onde participa pelas 9h30, no espaço do Auditório Municipal, numa Sessão de Apresentação das “ Medidas para a Recuperação de Empresas Afectadas pelos Incêndios “, num acto que será aproveitado pelo Executivo Municipal liderado por Gonçalo Rocha, para fazer o ponto da situação e avaliar a dimensão dos danos que estão contabilizados e devidamente sinalizados.

qui 23 nov, Actualidade

Recorde-se que o governante em anterior visita ao território, sublinhou que a situação de Castelo de Paiva era a mais dura e mais difícil nesta região, destacando por isso, a necessidade de medidas urgentes e concretas para minimizar a imensidão de danos que foi reportada, anunciando nesse momento, a vinda de técnicos da Segurança Social para o terreno para disponibilizar apoio para ajudar a recuperar os rendimentos das famílias atingidas.
Nessa ocasião, Pedro Marques falou na possibilidade do regime do “Layoff” para salvaguardar os postos de trabalho, esperando que essa seja uma opção dos empresários afectados, evidenciando que vai continuar a ser feito um levantamento detalhado de toda esta situação de emergência, por forma a que o Estado possa saber quais a medidas estruturais a adoptar para ajudar a reerguer esta terra das cinzas e para aqui serem dirigidos esforços adicionais de apoio às famílias e aos empresários afectados, recordando também a necessidade da reposição do potencial agrícola que se perdeu.
O Ministro realçou na última visita, o envolvimento da Câmara Municipal e a CCDR Norte neste processo, aproveitando para reafirmar a vontade do Governo em garantir a melhoria das acessibilidades no concelho, com a conclusão da Variante à EN 222, numa ocasião em que decorrem em bom ritmo os trabalhos do Estudo Prévio do projecto desta ligação entre Póvoa / Pedorido e o nó da A32 em Canedo. 
Recorde-se que, a Câmara Municipal de Castelo de Paiva tem estado, ao lado de outras entidades, a trabalhar arduamente no sentido de disponibilizar ajuda e o melhor apoio possível às populações atingidas, esperando por parte do Governo de Portugal, a melhor solidariedade e apoio para fazer face a esta situação de desgraça que se abateu sobre Castelo de Paiva, no sentido de, rapidamente, realojar em definitivo as pessoas/famílias que perderam a sua habitação e se possam recuperar os postos de trabalho perdidos, reerguendo as unidades fabris que foram destruídas pelo fogo, já que estão em causa cerca de 200 postos de trabalho.
Por outro lado, a tragédia que se abateu sobre o concelho, tem gerado uma enorme onda de solidariedade entre os paivenses que muito emociona e sensibiliza o actual Executivo Municipal, sendo que, dessa vontade de ajudar quem neste momento mais precisa, foi possível reunir os parceiros da Rede Social de Castelo de Paiva e todos estão a colaborar na resposta imediata que se impõe para as situações prementes e que estão devidamente sinalizadas.

mais notícias
GIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioContactos
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados