Mostra de Vinho e Produtos Rurais de Real foi um sucesso

Apesar do mau tempo que se fez sentir, nomeadamente no Sábado, a 10ª Mostra de Vinhos & Produtos Rurais de Real, um certame local que teve lugar no espaço do Largo do Adro, junto à Igreja Matriz, voltou a ser um êxito e a registar a visita de milhares de pessoas, continuando a despertar grande entusiasmo e a potenciar oportunidades de negócio, para além de uma divulgação mais ampla das potencialidades desta freguesia rural, daí que, pela sua importancia e mais valia para o concelho, tenha continuidade garantida, conforme assegurou ontem, em jeito de balanço, o presidente da Junta de Freguesia, Victor Quintas.

 

ter 27 mar, Festas e Romarias

O evento, promovido pela Junta e Assembleia de Freguesia de Real, com o apoio da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, voltou a ter boa afluência de visitantes, nomeadamente no dia de omtem, contribuindo para isso, a qualidade e a diversidade dos expositores, bem como a animação musical propícia ao animado convivio e a uma salutar confraternização, entre a degustação dos sabores tradicionais e dos bons vinhos da freguesia, que voltaram a cativar apreciadores, com destaque para caravanistas e emigrantes.

Na cerimónia de abertura, depois das palavras de circunstância do presidente da Assembleia de Freguesia, o autarca local Victor Quintas evidenciou a sua satisfação por ser possível continuar a apresentar uma mostra diferente, cada vez mais melhorada, com o empenhamento de todos os expositores, que retrata bem as potencialidades da freguesia de Real, falando da necessidade de se continuar a promover aquilo que a freguesia tem de bom, orientando depois, um agradecimento especial para todos os expositores que sempre marcam presença no certame, ao mesmo tempo que, sublinhou o forte envolvimento da Câmara Municipal e a empenhada colaboração que sempre presta a esta actividade marcante da freguesia de Real.

Depois de deixar uma palavra de apreço aos expositores, com especial enfoque aos produtores locais, considerando que são estes eventos que estimulam os lavradores a melhorar e a rentabilizar a agricultura, o presidente da Junta de Freguesia de Real evidenciou satisfação pelo facto da freguesia continuar a contribuir de forma cada vez mais positiva para a boa fama dos vinhos verdes de Castelo de Paiva, garantindo ainda que, esta Mostra de Vinhos e Produtos Rurais é uma actividade que já está consolidada e merece ter continuidade, até porque, além de ajudar a dinamizar a economia local, possibilitando escoar a produção, acaba por se traduzir num excelente contributo para prestigiar e dar a conhecer a freguesia, o seu artesanato e as suas potencialidades em vários sectores de actividade, realçando a aposta feita em matéria de animação musical, procurando cativar quem procura bons momentos de diversão.

Numa intervenção, em que se congratulou com a iniciativa e que manifestou o seu apreço a este tipo de organizações, o presidente da CM de Castelo de Paiva enalteceu a capacidade de trabalho e o esforço dos autarcas locais, que tem feito muito com poucos recursos, realçando que, é com acções deste nível que se potenciam oportunidades de negócio e se mostra as verdadeiras potencialidades de uma terra aos mais diversos níveis, elogiando o trabalho realizado pela organização, a vontade e a coragem dos expositores presentes num certame de afirmação dos produtos locais, que voltou a registar bom nível de adesão, uma actividade importante que deve ser vista como uma mais valia para a freguesia e para a sua gente.

Lembrando que, apesar das dificuldades que se sentem, ainda existem boas apostas, nomeadamente no sector vitivinícola, que valem a pena e permitem que Castelo de Paiva possa ter uma boa presença no mercado dos vinhos verdes, Gonçalo Rocha referiu-se ao interesse deste evento enquadrado numa estratégia de afirmação do que é endógeno, deixando uma saudação a todos os expositores, reafirmando a qualidade e a excelência dos vinhos de Castelo de Paiva, recordando estratégias de promoção que tem sido concretizadas, permitindo potenciar grandes vinhos e projectar mais a Sub-Região de Paiva, ajudando a afirmar este sector de actividade como uma mais valia na economia local, evidenciando o trabalho empenhado que tem sido feito em Castelo de Paiva, conseguindo-se uma qualidade de excelência, que está contribuir para uma nova dinâmica empresarial neste sector da actividade agrícola.

Mantendo o propósito de que estas acções possam servir para projectar o que o concelho tem de melhor ao nível dos produtos rurais e do artesanato, perspectivar a força e a capacidade empreendedora da população paivense que continuam a evidenciar vontade em vencer, mostrando uma imagem bem positiva da nossa terra, o autarca paivense evidenciou o interesse de construir uma alma e um potecial dos produtos endógenos mais representativos, a necessidade de estar unidos em prol de uma estratégiade promoção do concelho, com destaque para os valores culturais e históricos, a todos convocando para o desafio de fazer desta terra um destino atractivo, com dinâmica e pujança, rumo a um futuro que se deseja mais promissor.

O edil fez questão de referir que a freguesia de Real tem alma, assume-se como uma terra generosa com uma componente rural bastante evidenciada, que sabe valorizar o que de melhor produz, ajudando a alavancar o território concelhio, pelo que, o caminho deve ser trilhado com esperança e confiança, aproveitando para anunciar, no âmbito do programa comunitário PROVERE, um conjunto de investimentos na freguesia de mais de 300 mil euros, com intervenções programadas para o Largo do Adro, Ponte das Travessas e valorização turistica do Monte de Santo Adrião.

Para além de vários produtores locais de bom vinho verde, com a participação de diversas quintas da freguesia, esta X Mostra de Real voltou ter a participação do Centro Social de Real, das colectividades da freguesia, comissões de festas, da restauração com o melhor da gastronomia tradicional, da doçaria regional, do fumeiro e do artesanato local, entre outros participantes, não faltando a animação musical nos dois dias do certame, com bailes populares, destacando-se a participação da escola de música local, entre muita animação de rua, com grupos de bombos e concertinas.

Assim, na tarde chuvosa de Sábado, registou-se as participações do Grupo de Bombos na cerimónia de abertura, bem como participações do Centro Social de Real, para além da presença da Escola “ Dança Real “, das Concertinas com Tradicordes, sendo que à noite, a animação esteve a cargo do Duo Som Baile, de Arouca e da participação do DJ Hill, enquanto que, no Domingo, o certame contou com a presença de grupo de Zés Pereiras, do grupo musical Dança + Animação e do Grupo de Concertinas Diatónicos.

mais notícias
Contadores Inteligentes de EletricidadeGIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioPiscinaContactos
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados