Está aberta a Casa de Payva

A Câmara Municipal de Castelo de Paiva procedeu na passada semana à inauguração e abertura da Casa de Payva, um espaço privilegiado de promoção e venda de produtos locais, que fica instalado no Largo do Conde, numa das salas anexas à Loja Interactiva de Turismo, onde poderão ser encontradas peças do artesanato local e os produtos de excelência que o concelho apresenta e que não estão à venda em lojas ou nas grande superfícies comerciais, numa parceria assumida com a Associação Comercial e Industrial.


ter 6 dez, Informação Oficial

A cerimónia inaugurativa em dia de feriado nacional, contemplou animação musical com a participação de um Quarteto de Trompas da Academia de Musica e do grupo de animação Postas de Bacalhau e uma prova de degustação dos melhores produtos de Castelo de Paiva, coincidindo com a abertura no Centro de Interpretação da Cultura Local, da exposição de arte sacra “ Natal dos Homens “, que apresenta cerca de 17 peças provenientes de todas as paróquias do concelho. 
Situada no coração da vila, junto à loja de Turismo, a Casa de Payva apresenta um conjunto de produtos regionais de qualidade superior. Este projecto que pretende ser uma oportunidade para os produtores locais divulgarem os seus produtos, será ainda o local de excelência para dar a conhecer aos turistas o que de bom se faz neste território duriense do extremo norte do distrito de Aveiro.
Aos afamados vinhos verdes de Paiva, junta-se o bom fumeiro tradicional paivense, o sabor do mais puro mel, as compotas caseiras, azeites tradicionais e os licores verdadeiramente tentadores. Por outro lado, o artesanato terá neste espaço municipal um enfoque especial, sendo que os trabalhos em cestaria, tapeçaria, cobres artísticos e os bordados em linhos são alguns dos produtos locais artesanais, que estarão disponíveis, tudo com o selo de qualidade da Casa de Payva.
Para além do presidente da edilidade, Gonçalo Rocha, marcou presença na cerimonia de abertura, Manuel Pizarro, vereador da CM do Porto, para além dos restantes membros do Executivo Municipal, do presidente da Assembleia Municipal, presidente da Associação Comercial e Industrial, os párocos de Sobrado/ S. Martinho e Sardoura / Paraíso, presidentes de Juntas de freguesias, dirigentes escolares e associativos e muitos paivenses que quiseram participar no arranque deste projecto municipal.
O autarca paivense mostrou-se agradado com a possibilidade de se concretizar agora um espaço próprio onde se pode materializar a promoção e venda de um conjunto de produtos regionais de qualidade superior, referindo que, “ os produtos regionais, nomeadamente os representativos de um saber antigo, são hoje cada vez mais apreciados e mesmo considerados de requinte, daí a sua procura constante, não obstante, se continuar a sentir alguma dificuldade em colocar os seus produtos no mercado, daí o interesse e a oportunidade de avançarmos com este projecto e concretizarmos a abertura deste espaço, onde vão estar em destaque os nossos melhores produtos e o trabalho esmerado dos nossos artesãos “. 
“ Esta é a nossa marca “, evidenciou Gonçalo Rocha na sua intervenção, avançando que o projecto terá uma plataforma on –line, destacando depois, o interesse e a vontade de que simbolize o concelho, traduzida numa aposta forte de valorização dos produtos endógenos, num desafio que se quer ver estendido aos produtores locais, aos artesãos e a todos aqueles que materializam o que de melhor se faz e se produz em Castelo de Paiva, anunciando depois, o protocolo estabelecido com a Associação Comercial e Industrial e a futura aquisição de uma viatura para intensificar a promoção turística do concelho fora do território municipal e junto dos grandes centros urbanos.
O reverendo padre Joaquim Cunha, em representação das paroquias locais, falou na exposição de arte sacra que está patente no CICL, realçando o valor e riqueza que as paroquias de Castelo de Paiva apresentam, apelando para que se aprecie mais a arte religiosa e se aprenda a zelar e a preservar o valor enorme que existe nas igrejas e capelas locais.
Por sua vez, Manuel Pizarro, vereador da edilidade portuense, recordou a proximidade e ligação de Castelo de Paiva à zona urbana do Porto, insistindo que a abertura da Casa de Payva no Porto será uma mais valia para este projecto e para o sucesso que se quer alcançar, insistindo na ideia da localização na zona histórica da cidade, ao mesmo tempo que voltou a falar na possibilidade de, num futuro próximo, Castelo de Paiva poder aderir à Área Metropolitana do Porto, ajudando assim a fortalecer a proximidade que desde sempre existiu.
Consciente de que as parcerias e o associativismo são duas das principais estratégias para a valorização, quer destes produtos, quer do saber fazer tradicional, surge agora a Casa de Payva, um espaço físico no coração da urbe paivense, mas também marca dos produtos de referência de Castelo de Paiva, nomeadamente dos vinhos, da gastronomia, doces e do artesanato.
Além de constituir uma excelente oportunidade para os produtores locais divulgarem os seus produtos, a autarquia paivense pretende que a Casa de Payva seja um espaço de eleição para o encontro com os melhores sabores da natureza e com a excelência do saber fazer das nossas gentes, sendo que, aos afamados vinhos verdes de Paiva, junta-se o bom fumeiro tradicional paivense, o sabor do mais puro mel, as compotas caseiras, azeites tradicionais e os licores verdadeiramente tentadores, tudo isto numa selecção variada e prazerosa, que estará disponível a quem protagoniza uma visita pelo território de Paiva, garantindo-se a autenticidade dos produtos apresentados.
Por outro lado, a valorização do artesanato local ganha força com a abertura deste espaço no centro da vila, sendo que os trabalhos em cestaria, tapeçaria, cobres artísticos e os bordados em linhos são alguns dos produtos locais artesanais que vão estar disponíveis na Casa de Payva, sendo que agora, que se aproxima o período festivo do Natal, a oferta disponibilizada será grande e de superior qualidade, sendo que, em cabazes ou avulso, as opções são imensas, até porque, este espaço vai existir uma oferta variada, conforme fizeram questão de salientar os responsáveis da entidade promotora nesta cerimonia de abertura que teve uma grande adesão popular.

mais notícias
GIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioContactos
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados