Castelo de Paiva na BTL

O concelho de Castelo de Paiva está representado na 31ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, a maior feira deste sector em Portugal, um certame anual com uma grandeza internacional, que congrega expositores nacionais e estrangeiros e que decorre nas instalações da FIL, com o presidente da edilidade paivense, Gonçalo Rocha, a destacar a importância da presença do município paivense nesta iniciativa de grande promoção turística, que serve, na sua opinião, para reforçar a aposta de afirmação pela positiva da Terra de Payva, divulgando e promovendo os grandes eventos da edilidade e aquilo que esta terra duriense tem de melhor.

qui 14 mar, Turismo

 

Através do espaço único da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, o concelho de Castelo de Paiva está novamente presente, naquele que é o salão referência para a indústria do Turismo Nacional, e nesta nova participação, Castelo de Paiva promoveu os produtos que, definitivamente, captam mais público para o território, nomeadamente a gastronomia, doçaria tradicional e vinhos, turismo de natureza e touring cultural e paisagístico, sendo que, neste enfoque, além de divulgar o que de melhor por cá se produz, com momentos de degustação, pretendeu-se ainda, divulgar Castelo de Paiva como destino atractivo para os apreciadores da natureza e dos diversificados desportos que por cá se praticam, e ainda divulgar os eventos que mais dinâmica conferem ao concelho, nomeadamente os festejos de S. João e a Feira do Vinho Verde, assim como com o Festival dos Rios Arda D’Ouro.

Na participação de Castelo de Paiva na BTL destacou-se a Rota dos Ofícios Tradicionais da Terra de Payva, recentemente apresentada, e a degustação de iguarias gastronómicas, acontecendo ainda, uma breve apresentação da Casa de Payva, com a realização de uma degustação de produtos regionais, doçaria e prova de vinhos verdes.

Para o autarca paivense Gonçalo Rocha, que se fez acompanhar da Vereadora do Turismo, Paula Melo, é extremamente importante e crucial, que Castelo de Paiva possa continuar a mostrar o seu potencial, os seus recursos endógenos, insistindo na importância da concretização dos grandes projectos em curso e orientados para os Percursos Pedestres e relacionados para as temáticas dos rios, serra, vinhas e minas, procurando dar a conhecer aos visitantes um conjunto de actividades económicas das gentes paivenses, sempre prontas a receber e a dar o seu melhor a quem nos visita, sem esquecer o valor e a importância da Rota do Românico e a mais valia que tem para o município e para a região, não esquecendo, por ultimo, de evidenciar que, Castelo de Paiva é sempre uma terra que vale a pena conhecer, porque tem o essencial e uma grandeza fantástica, que são pessoas simples, humildes e muito acolhedoras, um património único de uma terra que se apresenta com alma e com chama e que sabe receber bem, apostando cada vez mais, num futuro mais promissor.

Considerando o sector do turismo essencial para ajudar a alavancar a economia local, o presidente Gonçalo Rocha mostrou-se orgulhoso com mais esta presença de sucesso e destacou que, outras acções de promoção turística do concelho serão concretizadas no corrente ano, evidenciando que estas presenças no palco da BTL em Lisboa são assumidas como oportunidade única e de excelência de mostrar Castelo de Paiva ao mundo, com aquilo que de melhor têm o município, com exposição de produtos regionais, com uma grande componente orientada para a gastronomia local, doçaria tradicional e os renomados e famosos vinhos verdes, bem como a vasta oferta hoteleira que o concelho já apresenta, salientando também, que o município tem muitas outras potencialidades turísticas que importa promover e dar a conhecer, acreditando que, depois desta acção de divulgação no maior certame de turismo do país, mais visitantes tenham vontade e o desejo de vir conhecer Castelo de Paiva.

O autarca deixou vincada a ideia da importância da estratégia turística do “Viver o Payva Douro “, recuperando raízes e o património histórico, puxando ainda mais pela valorização cultural, potenciando ainda mais as paisagens, uma gastronomia de excelência, vinhos muito apreciados, doçaria tradicional, produtos locais, artesanato, potenciando o crescimento da hotelaria, da restauração e dinamização do comércio local.

Nesta participação, ficou evidente que a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa continua a acreditar no enorme potencial deste evento e, voltou a ter uma presença inovadora e competitiva, colocando a tónica no produto estratégico gastronomia e vinhos, em linha com outros projectos que tem vindo a desenvolver de promoção do vinho verde, aliando-lhe a gastronomia e a doçaria típica, bem como no turismo de natureza e no turismo cultural, associando-lhe o calendário de eventos e festividades regionais, contando com a participação de alguns dos melhores operadores turísticos e produtores, desta que é uma das regiões mais ricas, em beleza e diversidade de paisagens naturais.

A participação da CIM do Tâmega e Sousa na BTL 2019 insere-se na Operação “Tâmega e Sousa – Qualify and Brand On”, liderada pela CIM do Tâmega e Sousa, em parceria com o Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico do Porto, e cofinanciada pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

mais notícias
Contadores Inteligentes de EletricidadeGIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioContactosPiscina
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados