Prova de Vinhos e Petiscos de Bairros

Em tarde soalheira e primaveril, Gonçalo Rocha voltou a realçar no passado Sábado, a importância do sector vitícola no concelho, insistindo junto dos produtores paivenses para que, possam continuar a assumir esta actividade agrícola como vector fundamental na economia local, ajudando a criar riqueza e a potenciar emprego, tendo em conta o enorme potencial dos vinhos verdes da Sub-Região de Paiva, que por ser um produto genuíno de grande qualidade, merece continuar a ser valorizado e divulgado em iniciativas locais, quer também no plano nacional e até internacional.

ter 2 abr, Festas e Romarias

 

 

O presidente da CM de Castelo de Paiva falava na cerimónia de abertura da 17ª edição da Prova de Vinhos Verdes e Petiscos de Bairros, um certame local que este ano voltou a somar mais um sucesso, contabilizando mais de duas dezenas de expositores, num evento gizado e orientado para dar a conhecer e divulgar o vinho verde, sem dúvida, o produto agrícola de referência, reconhecido e muito apreciado pela sua qualidade nesta freguesia paivense, sobranceira ao Rio Paiva.

Presidindo a um certame local já com notoriedade, o edil paivense congratulou-se com a realização da iniciativa, que voltou a cativar visitantes, mantendo a orientação organizativa de dar a conhecer e divulgar o excelente vinho verde, que voltou a atrair apreciadores, numa prova que concilia os petiscos regionais e uma animação constante, evidenciada na forte componente associativa que esta terra apresenta.

Para alem de Gonçalo Rocha e do autarca local, José António Vilela, estiveram presentes na cerimónia o presidente da Assembleia Municipal, Gouveia Coelho, vereadores do executivo paivense, autarcas da freguesia, dirigentes associativos, entre inúmeros convidados, como o presidente da CM de Vagos, Silvério Regalado, e o presidente da Junta de Freguesia de Irivo – Penafiel, José Fernandes.

Depois de um momento de sátira que voltou a animar os presentes, o presidente da União de Freguesias de Sobrado e Bairros agradeceu a presença dos produtores e dos restantes expositores, procurando evidenciar o prestigio e a aposta na continuidade de um evento que considerou ser uma alavanca para ajudar a dignificar a freguesia e, ao mesmo tempo, ajudar a impulsionar a Sub Região do Paiva, produzindo vinhos de grande qualidade e trazendo mais dinâmica à freguesia e mais força à agricultura local.

Considerando que, importa continuar a preservar a riqueza deste território, valorizando a paisagem e as potencialidades que a freguesia apresenta, garantindo a aptidão dos solos para a produção de grandes vinhos, o autarca José António Vilela lembrou a importância desta iniciativa para a freguesia e para os agricultores de Bairros, destacando que esta prova de vinhos continua a ser uma boa oportunidade para muitos produtores continuarem a garantir a melhor valorização e o melhor escoamento da sua produção, não deixando também, de prestar um justo reconhecimento à Câmara Municipal pelo apoio e carinho que continua a dispensar a esta iniciativa anual.

Brindado os presentes com uma palavra de esperança e estímulo, destacando a gente laboriosa que, neste sector agrícola, faz do vinho verde um produto de excelência, o presidente Gonçalo Rocha fez questão de louvar este evento que todos os anos arrasta apreciadores à terra de Bairros, manifestando o seu regozijo pela grandeza que esta iniciativa local já apresenta, pela envolvência da comunidade e do movimento associativo local, assumindo esta aposta na constante valorização e promoção dos vinhos de Paiva, de forma a garantir sustentabilidade e ganhar escala, considerando ser fundamental acreditar nas potencialidades do concelho, associar os projectos em curso na vertente turística a esta temática, evidenciando também, o interesse na actividade e na promoção dos produtos endógenos como uma mais valia que interessa potenciar.

Deixando algumas ideias em defesa da agricultura e do património da vinha, o edil paivense falou na excelência da produção que o concelho apresenta nos verdes tintos, realçando também o crescimento que os vinhos verdes brancos estão a ter no mercado, considerando fundamental que os produtores apostem na qualidade e na promoção, como forma de garantir um bom escoamento da produção e oportunidades de negócio, realçando o interesse de se continuar a promover estas jornadas festivas, envolvendo a temática do vinho verde e os produtos tradicionais, ajudando a contornar as dificuldades e os sacrifícios daqueles que trabalham na agricultura e lutam dia-a-dia para produzirem vinhos de excelência.

O autarca não esqueceu, na sua intervenção, de referir a estratégia de valorização turística assente no património natural, esperando que o fluxo de visitantes que importa atrair para o território, seja benéfico também para a projecção deste sector de actividade.

Presentes no certame estiveram as mais importantes quintas da freguesia, que se dedicam à produção do excelente vinho verde, com maior destaque para a produção do verde tinto, cada vez mais procurado e reconhecido, para além de um restaurante, assim como outras àreas de exposição, ligadas às instituições locais, comissões de festas, ao artesanato e à doçaria tradicional paivense.

Depois da abertura oficial da feira, seguiu-se um périplo pelos “ stands” e expositores e a primeira prova de vinhos, registando-se um momento teatral com a participação da Micas Arrebitada, depois animação com exibição de folclore, com a participação do Rancho Folclórico de Bairros, e um momento de bailarico com a presença do conjunto Os Populares Bairristas, sendo que, à noite, a animação prosseguiu com a actuação da Banda Marcial de Bairros ( Concerto Coral Sinfónico ), culminado a noitada da feira com um grande espectáculo musical a cargo da Orquestra Sirilanka, de Cinfães.

Já no Domingo, o certame continuou durante a tarde, com destaque para uma actuação musical protagonizada pelo grupo de Concertinas de Bairros e um momento de bailarico com a presença da música tradicional dos “ Amigos da Sexta “, que garantiram a animação até ao encerramento da feira.

Recorde-se que esta 17ª Prova de Vinho e Petiscos de Bairros, teve o apoio da CM de Castelo de Paiva e a colaboração das diversas associações da freguesia, tendo o presidente da União de Freguesias de Sobrado e Bairros, José António Vilela, garantindo a realização e a continuidade do evento no próximo ano, prometendo manter a dinâmica desta mostra que já é uma referência concelhia e que, todos os anos atrai centenas de visitantes para apreciar o Melhor Verde Tinto do Mundo.

mais notícias
Contadores Inteligentes de EletricidadeGIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioContactosPiscina
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados