Executivo visitou a empresa ALVEDA GOLD

A convite dos proprietários, o Executivo Municipal de Castelo de Paiva, presidido por Gonçalo Rocha, visitou esta semana, a empresa ALVEDA GOLD, localizada na Raiva, uma unidade industrial do sector de madeiras que ficou completamente destruída no terrível incêndio de Outubro de 2017.

 

qui 10 out, Cultura e Lazer

Quase dois anos decorridos, o edil paivense, que se fez acompanhar do Vice-Presidente António Rodrigues, e dos Vereadores José Carvalho e Manuel Junot, quis assinalar com esta visita à empresa, a força da solidariedade municipal no arranque do projecto de recuperação e reconstrução desta unidade industrial do sector das madeiras que ficou totalmente destruída no grande incêndio de 2017.

Segundo o autarca, os responsáveis da Alveda Gold conseguiram finalmente avançar com a execução da candidatura que efectuaram ao Programa Repor, perspectivando-se a garantia de um investimento de aproximadamente 500 mil euros, que vai permitir recuperar a carpintaria e colocar aquela empresa destruída a funcionar em pleno a breve prazo.

O presidente Gonçalo Rocha destacou que, “ o tempo burocrático não corresponde à expectativa de quem, no terreno, quer continuar a trabalha, e no caso das unidades industriais, tal como nas habitações ardidas, o tempo que demora a cumprir com todas as etapas administrativas é demasiado, é extenuante, levando ao descrédito do Estado “, sublinhando, no entanto que, “ a família do Manuel Luís não desistiu e soube resistir, sendo um bom exemplo e uma fonte de inspiração, já que apesar de terem ficado sem nada, não pararam de lutar e, mesmo sem condições, continuaram a trabalhar, com uma paixão enorme pelo que fazem, que é absolutamente inspiradora “.

O autarca de Castelo de Paiva enalteceu a força e a garra demonstrada pelo empresário e seus filhos, na luta pela recuperação da empresa, referindo que deram uma verdadeira lição sobre a capacidade de resistir, e agora, ousaram partilhar connosco e com um grupo de amigos que sempre os ajudaram, o longo trajecto que tiveram que percorrer, os desafios que tiveram que ultrapassar, as forças que tiveram que encontrar, por isso, são a prova inequívoca de que os paivenses são resilientes e lutadores.

No decorrer desta visita à carpintaria em Alveda, os responsáveis municipais tiveram a oportunidade de conhecer os propósitos do empresário para garantir a reabertura da unidade industrial, bem referenciada no sector do mobiliário, mostrando-se impressionados pela forma risonha como encaram o futuro, sendo certo que a reconstrução que agora vão iniciar será mais que uma simples unidade industrial, mas sim um projecto de uma família unida, que inspirará toda a comunidade, porque em cada pedaço de madeira, está a inspiração para um novo desafio, tal como exemplifica o edil de Castelo de Paiva ao falar de coragem, determinação e gosto pelo que fazem, e ao apontar para o que está escrito sobre uma ardósia pendurada na entrada da unidade industrial, “ o que perdemos no fogo, acharemos nas cinzas!”

mais notícias
Contadores Inteligentes de EletricidadeGIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioContactosPiscina
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados