Desporto

PR 1 CPV "Ilha dos Amores"

é um percurso pedestre de pequena rota, circular e marcado, nos dois sentidos, segundo as normas da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal. Com início e fim no Cais do Castelo, junto à Ilha do Castelo, popularmente conhecida como Ilha dos Amores, tem uma distância de 7,25 quilómetros, um nível de dificuldade médio, com duração de cerca de 2 horas e percorre os caminhos rurais e tradicionais de uma grande parte da Freguesia de Fornos.


Descrição detalhada do percurso:

A parte inicial do percurso será percorrer o aglomerado histórico do lugar do Castelo.
Ao chegar ao lugar da China terá de atravessar a EN 222 e aí poderá avistar outro aglomerado idêntico ao anterior, sendo que estas são construções mais recentes. Este lugar chama-se Tapado que, curiosamente, é o nome que têm os lugares mais próximos dos Castelos, o que deixa antever a real existência de um Castelo no “Alto do Crasto” (por cima de Tapado).
O percurso segue por um caminho até ao lugar de Crasto onde terá de atravessar novamente a EN 222 e entrar noutro caminho em direcção à “parte de cima” da Freguesia. Entretanto poderá ver as alminhas da Nossa Senhora da Boa Fortuna com data de 1825(?). O caminho prossegue com calçada à antiga e junto aos depósitos da água vira-se à esquerda onde se entra num caminho de paralelos de granito, que nos leva ao lugar de Moimenta de Baixo. Aqui terá de se atravessar novamente a EN 222 e passa-se no lugar da Ribeira-de-Fora que vai ter ao recinto e Capela de Santo António.
Aqui será, sem dúvida um excelente lugar onde poderá fazer uma pequena pausa para descansar e/ou merendar. Seguindo o percurso assinalado, atravessa-se a EM 502 e passando ao lado do polidesportivo vai-se ao encontro do chamado Largo Paroquial onde se encontra o Velho Cruzeiro de Fornos.
Logo de seguida já se avista a Igreja de São Pelágio de Fornos.
Junto à Igreja, do lado esquerdo, existem umas escadas que farão a ligação com a continuação do percurso. Seguindo o caminho em asfalto (outrora era calçada antiga) vão passar pelos lugares de Cancelinhas, Cavaco e Pousada (antiga Pousada Rodrigues dos Santos), sendo que aqui o caminho já é de paralelo de granito e vai ao encontro do lugar da Charneca.
Posteriormente prosseguindo por caminhos de terra batida vai-se ao encontro da “várzea” de Fornos, que proporciona uma das mais belas paisagens da freguesia. Haverá ainda a oportunidade de passar junto ao local onde se crê ter estado a capela original de Santo António. Mais à frente terão de subir umas escadas, atravessar a EM 502 e aí entrar no lugar de Gião. Seguindo as indicações vai-se chegar ao lugar de Leirós e passar mesmo ao lado da antiga fábrica de refrigerantes Leirós. Será necessário atravessar outra vez a EN 222 para ir em direcção ao lugar de Moimenta de Cima, atingindo assim o ponto mais alto do percurso. Depois vai-se encontrar um caminho que antigamente era muito utilizado, sobretudo como “romaria” à Santa Luzia na freguesia da Eja, concelho de Penafiel. No entanto, e antes de chegar à freguesia vizinha existe um pequeno carreiro que se desvia e vai ao encontro de um troço em alcatrão e que é paralelo à variante do IC35. Vai, depois, dar a um viaduto, que terá de se atravessar e passar mesmo ao lado da Quinta das Eirinhas (Casal das Andorinhas) onde se pode ver a sua majestosa casa. Já perto do fim e mesmo junto às margens do Rio Douro existe ainda a oportunidade de passar junto à Quinta de Castelo de Baixo, onde se produz Vinho Verde de qualidade e um pouco mais à frente já se avista o Cais de Castelo.

mais notícias
GIPFarmáciasBombeirosMunicípioVeterinárioContactos
Desenvolvimento
Castelo de Paiva 2013
Todos os direitos reservados